National Geographic Society Newsroom Press Releases

National Geographic Society lança expedição multianual na Bacia Amazônica com apoio da iniciativa Perpetual Planet Rolex

Expedição Perpetual Planet Amazônia National Geographic e Rolex cobrirá a maior bacia de água doce do mundo.

Washington, D.C., Estados Unidos | A National Geographic Society anuncia hoje (12/04) o lançamento da Perpetual Planet (Planeta Perpétuo) Expedição Amazônia – uma série de pesquisas científicas que abrangerão toda a bacia do rio Amazonas, desde os Andes até o Atlântico. A empreitada conta com o apoio da Rolex e é parte da iniciativa Perpetual Planet. A jornada, planejada para durar dois anos, permitirá aos Exploradores da National Geographic – que trabalharão em distintas linhas de estudo e em materiais fotojornalísticos – levar mais visibilidade à diversidade e à conectividade entre as pessoas, a vida selvagem e os ecossistemas que compõem a região.

Como um ‘coração do planeta’, a bacia do rio Amazonas abriga a maior floresta tropical do mundo. Nela vivem mais de 40 milhões de pessoas e mais de três milhões de espécies de plantas e animais, além de um sistema fluvial que canaliza o maior volume de chuvas da Terra, inundando uma área maior que 70% dos países do mundo. A água do rio Amazonas é o sangue vital de nosso planeta, embora raramente seja o foco quando se fala da região. Terra, oceano, atmosfera, pessoas e animais estão todos conectados por seu ciclo hidrológico, cujo fluxo e refluxo natural afetam quase todos os organismos vivos em seus arredores. Entretanto, a crescente degradação do ambiente, causada pelo desmatamento, caça ilegal, agricultura comercial e mudanças climáticas, diminui a capacidade do rio Amazonas de fornecer esses serviços ecossistêmicos tão críticos para o planeta de maneira adequada.

“A Amazônia é um dos ambientes mais complexos e essenciais do mundo, e está cada vez mais em risco de perder seu recurso mais valioso: a água”, disse João Campos-Silva, Explorador da National Geographic e Rolex Laureate. “É extremamente importante explorar este ambiente, de forma respeitosa, em parceria com povos indígenas e comunidades locais, para que possamos ter uma compreensão holística do que essas comunidades precisam e das medidas que qualquer pessoa pode tomar para melhor proteger a Amazônia.”

Nos próximos dois anos, a National Geographic Society, em colaboração com a Rolex e sua iniciativa Perpetual Planet, apoiará as expedições listadas abaixo – lideradas por exploradores da National Geographic, cientistas, contadores e contadoras de histórias e membros da comunidade. O objetivo é investigar a bacia amazônica através das lentes de diferentes disciplinas científicas: da ecologia à biologia, incluindo hidrologia, climatologia, geologia e geoquímica. Trabalhando em múltiplos países e ecossistemas, as expedições mostrarão a diversidade da região e a intrincada conectividade de todo o sistema, e então focarão sua atenção no ciclo hidrológico da bacia e o papel crítico que a inundação sazonal do rio tem para garantir o acesso à água doce e a sobrevivência das comunidades e da vida selvagem locais.

O explorador da National Geographic Angelo Bernardino explorará os manguezais na foz do rio Amazonas na costa atlântica para avaliar as mudanças em sua capacidade de sequestro de carbono. Angelo e também exploradora da National Geographic Margaret Owuor também realizarão a primeira avaliação de mapeamento dos serviços ecossistêmicos da região.

Ruthmery Pillco Huarcaya e Andy Whitworth, ambos exploradores da National Geographic, pesquisarão os impactos do desmatamento e das mudanças climáticas sobre o urso andino, animal cujo ciclo de vida e alcance migratório é importante para o ecossistema da floresta nublada (floresta tropical elevada).

Os exploradores da National Geographic João Campos-Silva e Andressa Scabin investigarão mudanças no habitat e nas condições migratórias da vida selvagem aquática em toda a bacia do rio Juruá, e farão parcerias com as comunidades e organizações locais para implementar um dos primeiros modelos de conservação de base comunitária que abrange toda a bacia.

O explorador da National Geographic Fernando Trujillo rastreará populações de botos ao longo da Amazônia e avaliará o nível de contaminação por mercúrio em sua dieta como um indicador da saúde do rio. Ele também fará parcerias com a comunidade local para desenvolver acordos de pesca e iniciativas de reflorestação para evitar a perda de água por escoamento, protegendo tanto as margens dos rios quanto o habitat dos golfinhos.

Os exploradores da National Geographic Hinsby Cadillo-Quiroz e Josh West se juntarão à geóloga Jennifer Angel Amaya para explorar dois rios na Bacia Amazônica e determinar o impacto do desmatamento e da mineração sobre os rios e a qualidade da água. Será a primeira avaliação já feita na Amazônia da produção de carbono e mercúrio em lagos de mineração e seu subsequente impacto sobre os cursos d’água.

O explorador da National Geographic Thiago Silva estudará a resiliência das florestas amazônicas às inundações, incluindo uma medição da capacidade de sequestro de carbono e morfologia foliar das espécies de árvores aquáticas, que servirão como um indicador da capacidade da floresta amazônica de absorver gases de efeito estufa. O estudo será o primeiro a usar sensoriamento remoto para desenvolver modelos em 3D das florestas inundadas na Amazônia.

Os exploradores da National Geographic Baker Perry e Tom Matthews instalarão uma estação meteorológica perto no Nevado Ausangate para obter dados meteorológicos de um dos picos mais altos da bacia amazônica. O projeto vai recolher amostras de carbono preto e SWE para monitorar os impactos das mudanças climáticas em sua torre de água, que é a principal fonte de água doce para os ecossistemas andinos e a jusante.

Para capturar visualmente estas expedições críticas, o renomado fotógrafo da National Geographic Thomas P. Peschak passará quase dois anos imerso na Bacia Amazônica com os exploradores e a comunidade local para criar uma documentação visual inédita dos habitats aquáticos e úmidos da floresta amazônica. Sua narrativa vai destacar as ameaças e mostrar as soluções, a ciência e as comunidades que trabalham para garantir o futuro da Amazônia.

Esse trabalho se baseia no Índice de Vulnerabilidade da Floresta Tropical, criado pela National Geographic e pela Rolex em 2019. O índice mostrou que cada floresta tropical reage de forma diferente a vários fatores de estresse (como calor, seca, incêndios e poluição) e que, portanto, cada região e sub-região requer soluções diferentes. A Perpetual Planet Expedição Amazônia não seria possível sem o conhecimento do prolífico explorador da National Geographic Tom Lovejoy, falecido em 2020, cuja dedicação e pesquisa inigualáveis da Amazônia deram início ao Índice de Vulnerabilidade da Floresta Tropical e ao planejamento desta expedição de dois anos.

“A combinação de fotojornalismo, trabalho de campo científico e parceria com as comunidades locais é fundamental para fornecer uma visão holística deste ambiente maravilhoso. Ela também destacará os efeitos das mudanças climáticas e ambientais, e as pessoas que estão fazendo alguma coisa para resolver o problema”, disse Nicole Alexiev, Vice-Presidente de Ciência e Inovação da National Geographic Society. “Esta expedição ressalta a importância de nossa parceria de longa data com a Rolex, da sua iniciativa Perpetual Planet, e do nosso objetivo conjunto de estudar e explorar os sistemas que dão suporte à vida no nosso planeta, e de destacar soluções para garantir sua proteção, restauração e renovação.”

Como resultado da expedição Perpetual Planet Amazônia, a National Geographic, com o apoio da Rolex, vai usar ciência e literatura atuais para estabelecer uma imagem mais clara da situação da região amazônica hoje e fornecer soluções para proteger seu futuro.

Para saber mais sobre as expedições Perpetual Planet, visite a página da iniciativa (em inglês).

Media Toolkit

Photos

Video

Sobre a iniciativa Perpetual Planet da Rolex
Ao longo do século 21, a Rolex fez uma transição na intenção de seu apoio à exploração, passando de descobrimento para a proteção do planeta, e reforçou esse compromisso com o lançamento do Perpetual Planet em 2019. A iniciativa apoia pessoas e organizações que usam a ciência para compreender os desafios ambientais do mundo e criar soluções que restaurarão o equilíbrio dos ecossistemas e protegerão a Terra para as gerações futuras.
A iniciativa Perpetual Planet Rolex está concentrada em três áreas-chave neste momento: apoiar pessoas que contribuem para um mundo melhor através do Prêmio Rolex de Empreendedorismo; preservar os oceanos, notadamente através da associação da empresa com a organização Mission Blue; e entender as mudanças climáticas e ambientais através de expedições científicas como parte de uma colaboração mais profícua com a National Geographic, parceira da Rolex desde 1954.

Sobre as expedições Perpetual Planet
A parceria entre National Geographic e Rolex apoia expedições para explorar os ambientes mais críticos do planeta. Aproveitando experiências científicas de renome mundial e tecnologias de ponta que revelam novos conhecimentos sobre sistemas vitais para a vida na Terra, essas expedições ajudam cientistas, tomadores de decisão e comunidades locais a planejar e encontrar soluções para os impactos das mudanças climáticas e ambientais, ao mesmo tempo em que revela as maravilhas do nosso mundo através de histórias impactantes.

About National Geographic Society

The National Geographic Society is a global nonprofit organization that uses the power of science, exploration, education and storytelling to illuminate and protect the wonder of our world. Since 1888, National Geographic has pushed the boundaries of exploration, investing in bold people and transformative ideas, providing more than 15,000 grants for work across all seven continents, reaching 3 million students each year through education offerings, and engaging audiences around the globe through signature experiences, stories and content. To learn more, visit www.nationalgeographic.org or follow us on Instagram, Twitter and Facebook.